Política de Cookies

Para proporcionar a melhor experiência Guerin online, nós e um conjunto de parceiros associados utilizamos cookies no nosso website.
Isto inclui a personalização de conteúdos e publicidade.
Ao continuar a utilizar o nosso website sem alterar as suas definições, assumimos que aceita a utilização de cookies. Alterar definições

Compreendi

Dicas de condução

Como ser um Bom Condutor
nas Estradas de Portugal | Guerin

#Condução segura Como ser um Bom Condutor <br/>nas Estradas de Portugal | Guerin

Boas práticas que Tornarão as suas Férias Mais Seguras


A maior causa de acidentes na estrada é o erro humano - mais de 90% dos acidentes rodoviários são causados pelo comportamento errado do condutor.
Portugal tem bastantes auto-estradas e vias construídas recentemente ou em bom estado de conservação, porém, algumas localizam-se em zonas ventosas, onde é preciso ter atenção à direção e à velocidade. Também tem muitas estradas em condições precárias ou com percursos sinuosos com má visibilidade e que por isso necessitam de cuidados redobrados e de uma condução defensiva da parte do condutor para garantir que este e a sua família continuam a circular com segurança.


1. Conduza Sem Pressas


Circular em excesso de velocidade é um risco desnecessário. Quando circula em velocidade excessiva, uma das consequências é a perda do tempo de reacção quando surge um imprevisto, e isso é algo a ter sempre em conta durante a condução, especialmente dentro de localidades. A presença humana aumenta sempre a propensão para acidentes e imprevistos, no entanto, conduzir em excesso de velocidade aumenta consideravelmente o risco de acidente.  Bater com o carro a 150 km/h não é o mesmo que bater a 50 km/h, daí ser crucial respeitar os limites de velocidade dentro e fora das localidades. A pressa é inimiga da perfeição, podendo ainda resultar numa inconveniente multa por excesso de velocidade, já para não falar de um acidente grave. Uma vantagem de conduzir a uma velocidade controlada, é que lhe permite tirar mais partido do seu depósito de combustível. Para isto, deverá manter a velocidade, não acelerar para fugir dos semáforos vermelhos e não fazer travagens ou curvas bruscas.


2. Dê Espaço aos outros Condutores


Ser bom condutor não se limita à prática da condução. Comportar-se de forma civilizada na estrada quando interage com outros condutores também faz parte das boas práticas enquanto condutor. Dar espaço a estes para entrarem na nossa via ou para fazerem manobras é um excelente exemplo do que se deve fazer. Ninguém quer fazer os outros perder tempo ou tirar o lugar, todos queremos simplesmente chegar ao nosso destino. Dessa forma, a própria experiência de condução torna-se mais relaxante para todos os que se encontrarem dentro e fora do veículo.


3. Olhos na Estrada


Já sabe que não pode conduzir enquanto utiliza o seu telemóvel, mas há muitas outras distrações que podem causar acidentes e que não são discutidas com a mesma frequência que os telemóveis ou o álcool. Não deve, por exemplo, comer, distrair-se com o rádio ou maquilhar-se enquanto conduz. Deve estar sempre alerta e atento ao que se passa ao seu redor, pois uns segundos são o suficiente para não ter tempo de reação para evitar um acidente.
Evitar o consumo de álcool antes da condução é uma das máximas recorrentes, no entanto nunca é demais relembrar. O álcool torna-nos mais lentos, piora a nossa visão, a nossa percepção espacial e torna-nos mais impulsivos - todos estes fatores aumentam a probabilidade de termos um acidente.
No caso de se sentir cansado ou com sono, aí o caso muda de figura, pois mesmo que esteja a tentar manter-se alerta e focado, o seu cérebro e os seus olhos precisam de repouso. Nestas circunstâncias, o melhor é mesmo fazer uma pausa e descansar, regressando à estrada apenas quando se sentir em condições para tal.


4. Respeite a Distância de Segurança


Um bom condutor mantém sempre que possível a distância de segurança, para na eventualidade do veículo da frente parar de repente ou ter um percalço haver tempo suficiente para reagir. Mesmo que vá devagar, ir contra outro carro pode implicar centenas de euros em despesas e muita burocracia e tempo perdido, portanto mais vale fazer os possíveis para evitar essas situações.


5. Use Sinais de Luzes


Os sinais de luzes não devem ser ignorados, pois são a forma mais eficaz dos veículos comunicarem entre si enquanto circulam na estrada. Com eles, podemos expressar as nossas intenções e ajudar outros condutores a evitar acidentes e a manter a estabilidade da sua condução - sem se verem obrigados a adivinhar o que vamos fazer a seguir.


6. É Necessário Manter a Calma


Não é preciso passar muito tempo ao volante para perceber que é frequente os condutores à nossa volta cometerem erros.  No entanto, perder a calma não é a solução, pois errar é humano, e se tivermos um comportamento agressivo podemos criar muitos problemas que são perfeitamente evitáveis e dispensáveis.
Uma condução agressiva acaba também por reduzir consideravelmente a vida útil dos veículos. O comportamento do condutor, como marcha lenta ou excessivamente rápida, curvas bruscas, travagens bruscas e comportamentos ilegais na estrada, acabam por comprometer a qualidade e a longevidade dos veículos.


7. Garanta a sua Segurança e a da sua Família


Nunca é demais referir que tanto o condutor como todos aqueles que transporta devem usar cinto de segurança. No caso de crianças ou bebés, usar a cadeira auto mais adequada à sua idade e tamanho. Se tiver amigos de quatro patas, há cintos de segurança próprios para eles ou até mesmo transportadoras, para garantir que não lhe vão atrapalhar a condução.