Política de Cookies

Para proporcionar a melhor experiência Guerin online, nós e um conjunto de parceiros associados utilizamos cookies no nosso website.
Isto inclui a personalização de conteúdos e publicidade.
Ao continuar a utilizar o nosso website sem alterar as suas definições, assumimos que aceita a utilização de cookies. Alterar definições

Compreendi

Melhores destinos

Desportos Radicais
e Onde Praticá-los em Portugal | Guerin

Desportos Radicais <br/>e Onde Praticá-los em Portugal | Guerin

Desportos Radicais - Ação e Aventura em Portugal


Nem toda a gente procura descansar e relaxar durante as férias. Ou melhor, há pessoas que encontram esse relaxamento e descontração de outra forma: através de experiências extremas que as enchem de adrenalina e que as fazem sentir-se invencíveis. Há, ainda, quem prefira explorar mais a fundo a beleza natural de Portugal, fazendo extensas caminhadas.
Quem vem passar férias a Portugal pode esperar encontrar praias, palácios, igrejas, museus e paisagens campestres de vários tipos, mas também pode contar com imensas atividades, de uma ponta à outra do país, que são só para os mais corajosos!
Descubra aqui que atividades e desportos radicais pode encontrar em Portugal e onde as poderá praticar.


Rapel


Rapel é uma actividade vertical praticada em grupo com o uso de cordas e equipaentos adequados para a descida de paredões e vãos livres, bem como outras edificações. Trata-se de uma atividade criada a partir de técnicas de alpinismo e requer preocupação com a segurança e instrução do praticante, que deve ser acompanhado por alguém especializado na matéria. Se nunca tiver praticado esta modalidade, um curso para iniciantes é recomendado.
Em Portugal, alguns dos sítios mais populares para a prática deste desporto radical são os Açores, a Madeira, Lagos, Braga e Castro Laboreiro - e em qualquer um destes sítios pode encontrar pelo menos uma empresa de animação turística que ofereça excursões, tanto para iniciantes, como para quem já é mais experiente.


Kitesurf


Kitesurf é um desporto aquático que utiliza uma espécie de papagaio - ou em inglês, kite - e uma prancha com ou sem alças. O praticante, com o kite preso à cintura através de um dispositivo chamado trapézio, coloca-se em cima da prancha e comanda o kite com a barra. Este, por sua vez, é impulsionado pelo vento e faz com que o kitesurfer se desloque quando manuseia a barra, podendo assim escolher um trajeto, "apanhar” ondas ou realizar saltos.
Pode encontrar esta modalidade disponível em várias praias pelo país fora, desde Viana do Castelo, Praia do Guincho, Peniche, Costa da Caparica, Martinhal e Sines.


Canoagem


A Canoagem é um desporto náutico que pode ser praticado em canoa ou caiaque, em águas tranquilas ou bravas, no rio ou no mar. Existem várias técnicas e níveis de dificuldade, e, para evitar riscos desnecessários, convém que o praticante saiba nadar.
Os percursos de canoagem mais populares em Portugal localizam-se nos seguintes rios: Tejo, Mondego, Zêzere, Douro, Guadiana, Minho, Paiva, Tâmega, Alva, Mira, Coa.


Rafting


O rafting é, também, um desporto náutico, cujo objetivo é descer um rio a bordo de uma embarcação a remo. Os remos são utilizados para nivelar e dirigir a embarcação enquanto se realiza a descida, e para contornar vários obstáculos: as rochas que aparecem no caminho, as turbulências produzidas pela corrente e os desníveis, etc.
Os rios portugueses onde se costuma praticar mais esta modalidade, são: o rio Paiva, Cávado, Douro, Tua, Tâmega e o Rio Minho.


BTT


O BTT, ou bicicleta todo o terreno, é uma forma de obter horas de diversão e de adrenalina total. Trata-se de um desporto radical no qual o objetivo principal é percorrer vários tipos de percursos irregulares e contornar ou saltar obstáculos. O BTT é praticado em estradas de terra, em trilhos montanhosos, em serras, dentro de parques e até em alguns trajetos que possam ser construídos numa cidade.
Portugal, enquanto país, apresenta muitos trilhos e locais bonitos para se fazer BTT e desfrutar de um belo passeio. Alguns dos destinos preferidos dos praticantes são: Monte São Félix, Serra de Sintra, Serra dos Candeeiros, Serra da Arrábida e Ansião.


Caminhada


Uma caminhada implica seguir um trilho ou um percurso pedestre que pode levar horas a percorrer. Normalmente, o melhor é fazê-lo por trilhos naturais, coisa que felizmente há em abundância em Portugal.
Alguns dos trilhos mais populares para longas, mas encantadoras caminhadas são: o trilho da Frecha da Mizarela na Serra da Freita, o trilho das Fisgas de Ermelo na Serra do Alvão, os passadiços do Paiva em Arouca, o trilho dos Pescadores na rota vicentina que acompanha a costa, o trilho de São Cristóvão do Douro, o trilho da Casa do Penedo na Serra de Fafe, o trilho nas Ilhas Berlengas e o trilho do Vale das Buracas de Casmilo.